NEWSLETTER
Programas e Projectos - Mais qualidade de vida
Você está em › InícioProgramas e projectosPT-EDeANSobre a Rede

Sobre a Rede

1. A Rede europeia - objectivos


"The European Design for All e-Accessibility Network" - Rede Europeia de Desenho para Todos e Acessibilidade electrónica, que abreviadamente se designa por EDeAN (lê-se ee-deen), teve o seu arranque em Novembro de 2002 e, neste momento, conta com 160 membros, constituindo-se 23 deles como Centros Nacionais de Contacto.

A EDeAN é, pois, uma iniciativa criada para alcançar os objectivos da Europa electrónica, assim como estimular as actividades na área do Desenho para Todos, com particular ênfase nas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC).

Os seus objectivos, a curto prazo, são:

  • Contribuir com recomendações para o desenvolvimento do Curriculum Europeu em Desenho para Todos para profissionais de design e engenheiros, como é referido pelo Plano de Acção eEuropa2002.


A longo prazo:

  • Contribuir e apoiar a obtenção dos objectivos do eEuropa2002;
  • Apoiar a organização, implementação e avaliação do Curriculum Europeu em Desenho para Todos para designers, engenheiros e outros grupos relevantes;
  • Encorajar e apoiar a permuta de académicos, peritos e/ou estudantes na área do Desenho para Todos e Acessibilidade Electrónica;
  • Promover e expandir o conhecimento do Desenho para Todos e Acessibilidade Electrónica nos sectores público e privado, particularmente em relação com os desenvolvimentos digitais no âmbito das TIC;
  • Conseguir os meios e infra-estruturas para disseminar e promover a troca de informações em Desenho para Todos por todas as partes interessadas;
  • Aconselhar todas as partes interessadas com vista ao exercício das melhores práticas em relação ao Desenho para Todos e Acessibilidade Electrónica;
  • Cooperar com redes relevantes europeias e internacionais, nacionais e regionais, bem como com organizações e projectos;
  • Congregar, informar e apoiar todos os membros da rede.

A rede EDeAN é coordenada por um Secretariado (rotativo pelos NCCs dos Estados-Membros). Cada Estado-Membro é representado na Rede Europeia por um National Contact Center. Cada NCC coordena uma rede nacional de membros. O Secretariado coordena a rede em estreita colaboração com a Comissão Europeia (DG INFSO) e com o grupo de peritos eAccessibility.


2. Modelo da Rede EDeAN

Modelo da Rede EDeAN

Imagem 1
A rede EDeAN (representada na figura pelo círculo cinzento) é coordenada por um Secretariado (rotativo pelos NCCs dos Estados-Membros). Cada Estado-Membro é representado na Rede Europeia por um National Contact Center (na figura representado por um círculo vermelho). Cada NCC coordena uma rede nacional de membros (representada na figura por um quadrado cor-de-laranja). Os dois círculos azuis representam projectos da UE nos quais um número vasto de membros da EDeAN estão envolvidos. O Secretariado coordena a rede em estreita colaboração com a Comissão Europeia (DG INFSO) e com o grupo de peritos eAccessibility.


2.1 Organização

A rede é composta por National Contact Centres - Centros de Contacto Nacional (NCCs), membros e observadores.

Existe um Secretariado, que é assumido por um NCC em sistema de rotação anual, (pelo menos assim se pretende que o seja tendencialmente), o qual coordena os contactos da Rede a um nível Europeu. O Secretariado do EDeAN tem vindo a ser constituido de forma a ajudar a estimular, coordenar e dotar a rede Europeia de uma fonte de informação comum.


2.1.1 Centros de Contacto Nacional

Os NCCs formam o Steering Committee (Comité-Guia) e têm um voto cada para os assuntos operacionais, sendo as decisões tomadas por maioria, considerando-se quorum suficiente 75% dos NCCs.

Os NCCs são a interface nacional para com a rede Europeia EDeAN. Existe um NCC por cada estado membro, o qual coordena o trabalho nacional dos membros da rede Europeia.

Cada NCC é responsável por:

  • Participar na implementação do curriculum Europeu em Desenho para Todos;
  • Participar em e contribuir para o Forum da Rede EDeAN;
  • Participar no desenvolvimento dos planos anuais de acção da Rede EDeAN;
  • Reportar ao Grupo de Peritos em Acessibilidade Electrónica quando necessário;
  • Estimular o uso do Desenho para Todos em acções públicas e privadas;
  • Aconselhar os elementos da administração pública sobre assuntos que respeitam o Desenho para Todos e a acessibilidade;
  • Desenvolver o conhecimento entre os produtores, fabricantes e fornecedores de serviços no que concerne a Acessibilidade e ao Desenho para Todos;
  • Estabelecer uma rede nacional em Desenho para Todos e Acessibilidade Electrónica e criar um plano de acção anual para a rede nacional;
  • Manter um arquivo dos documentos de inscrição dos membros da rede nacional, assegurando a forma de o Secretariado deter uma cópia garante da adesão dos membros da rede EDeAN;
  • Actualizar e manter a lista de contactos dos membros do seu próprio país;
  • Criar e manter um sítio web acessível, para a rede nacional, de acordo com as directrizes da WAI, em inglês ou na língua do país envolvido mantendo neste caso um sumário da informação disponível em inglês;
  • Coordenar a informação nacional relevante para a rede EDeAN, quer directamente quer através do Secretariado;
  • Coordenar o acesso à informação relevante para a EDeAN a nível de cada país;
  • Apoiar os membros nacionais na procura de parceiros para projectos de actividade Europeia.



2.1.2 Membros da rede EDeAN

Os membros são organizações, as quais pertencem a uma rede nacional filiada na EDeAN. As organizações podem optar por fazer apenas parte da rede nacional. Para se tornar um membro é necessário preencher o Application Form existente no sítio Web da EDeAN, e estar em conformidade com um conjunto de critérios de filiação comuns a todos. Os Membros EDeAN não têm o direito de votar.



2.1.3 Observadores da rede EDeAN

Os observadores são indivíduos ou organizações que não preenchem os critérios para se tornarem membros, assim como organizações de fora da Europa interessadas numa parceria com a EDeAN. Estes podem obter o estatuto de Observadores EDeAN e receber informação actualizada a partir do secretariado ou através do sítio Web da EDeAN. Os Observadores EDeAN não serão envolvidos na tomada de decisões da rede.


2.2 Mecanismos de comunicação e envolvimento

A EDeAN mantém actualmente essencialmente quatro formas de divulgação de informação e envolvimento das diversas partes envolvidas: (1) dois sítios Web na Internet; (2) listas, compostas por endereços de correio electrónico, de distribuição de informação; (3) eForum dos NCCs da EDeAN; e por fim os Grupos de Interesse Especial (SIGs).



2.2.1 Sítios Web da EDeAN

A página oficial da EDeAN, mantida pelo actual Secretariado.

Existe ainda o Portal EDeAN, no qual funciona actualmente a plataforma que suporta os SIG, de que falaremos mais à frente.



2.2.2 Listas de distribuição de informação

As listas, compostas por endereços de correio electrónico, de distribuição de informação são usadas para divulgar informações pelos Membros EDeAN e pelos Observadores EDeAN;



2.2.3 eForum dos NCCs

O eForum da EDeAN faz parte da infra-estrutura on-line disponível no Portal EDeAN. O Coordenador da EDeAN ou um representante do NCC anfitrião do Secretariado actua como moderador do eForum. É suposto os NCCs participarem activamente nas discussões e consultas promovidas. A Comissão Europeia (DG INFSO) pode também participar neste eForum.

O eForum da EDeAN pode ser utilizado como canal para tomada de decisões em termos de política e procedimentos necessários de tomar fora da previsível reunião anual presencial.


2.2.4 Grupos de Interesse Especial

Também para os SIGs a rede EDeAN tem disponível no seu Portal uma infra-estrutura para gerir os trabalhos a realizar por cada um destes grupos. Os SIGs têm o propósito de encorajar a discussão de tópicos relevantes para todos os Membros da EDeAN, a Comissão Europeia e o Grupo de Peritos eAccessibility. Os Grupos de Interesse Especial não têm qualquer autoridade em termos de tomada de decisões relativamente aos assuntos de política da EDeAN.




3. Os SIG

Os SIGs congregam membros com iguais ou similares interesses em tópicos de elevada relevância. Os SIGs recrutam continuamente novos membros e desenvolvem actividades colaborativas, seguindo as suas agendas e planos de acção independentes. A criação e funcionamento dos Grupos de Interesse Especial (SIGs), vai contribuir significativamente para o avanço do conhecimento em DpT numa série de tópicos. Actualmente funcionam os seguintes 5 SIGS:
  • Política e Legislação;
  • Proactive Assessment/Prospecção;
  • Normalização;
  • Curriculum em Desenho para Todos;
  • Benchmarking;
Os Centros de Contacto Nacional integram os grupos por inerência. Os Membros EDeAN podem também participar mas apenas após convite ou proposta. Caso tenha interesse num determinado SIG, os Membros EDeAN, podem contactar directamente o respectivo moderador.


Grupo Especial de Interesse Moderador

Política e legislação: Jan Ekberg e Erkki Kemppainen

Prospecção: Pier Luigi Emiliani

Normalização: Jan Engelen

Currículum em DpT: Yngve Sundblad

Benchmarking: Christian Buhler



3.1 Política e legislação

Este SIG tem como objectivo incentivar e facilitar a elaboração de uma política que favoreça o Desenho para Todos (DpT). Os alvos específicos a ter em conta incluem legislação (a qual se dirige igualmente ao Grupo de peritos eAccessibility) e regulamentação dos concursos públicos (public procurement). No que respeita à legislação, o contributo do SIG será feito através da produção de relatórios técnicos. Na área da regulamentação a aplicar aos concursos públicos, o projecto D4ALLnet fará uma colectânea de directrizes com os seguintes três propósitos: (i) contribuir para a articulação da exigência que recaem sobre os produtos de DpT; (ii) contribuir e facilitar a resposta da indústria a esta exigência, por exemplo, produzir segundo as directrizes do concurso; e (iii) influenciar a revisão da directiva Europeia sobre concursos públicos no que diz respeito ao DpT.



3.2 Prospecção

Este SIG ocupar-se-á dos aspectos futuros de que se revestirá a sociedade da informação emergente e terá como objectivo informar e validar o DpT como uma filosofia proactiva de desenho. Da análise resultará um conjunto de cenários referenciais de potenciar o DpT em futuras aplicações.



3.3 Normalização

Este SIG contribuirá para actividades de pré-normalização com vista a apoiar grupos activos que trabalham na normalização Europeia (e.g., Workshop em DpT do CEN/ISSS sobre "DfA and Assistive Technologies in ICT"), assim como em Organismos Internacionais de Normalização, desenvolvendo estratégias de implementação do Desenho para Todos.



3.4 Curricula em DpT

Neste SIG, os membros procurarão contribuir para o desenvolvimento de um curriculum interdisciplinar em Desenho para Todos (DpT). Com este intuito, o projecto irá colaborar com outras redes temáticas em funcionamento, financiadas no âmbito das Tecnologias para a Sociedade da Informação, incidindo a sua atenção no desenvolvimento curricular em DpT.



3.5 Benchmarking

O Benchmarking compreende o desenvolvimento de um mecanismo estruturado para a criação consensual e diagnóstico do conhecimento existente em DpT. Este tipo de mecanismo deve compreender critérios ou heurísticas (e.g., de ergonomia de software, normas, etc.) e características requeridas ou recomendadas, as quais contenham em detalhe aspectos de DpT de produtos e serviços, assim como dos processos de design envolvidos.



4. A Rede nacional


A Rede Portuguesa integra actualmente oito membros, sendo todos eles Membros EDeAN, de acordo com o que já foi explicitado neste documento. Dos 8 membros, existem dois organismos do Estado, uma associação de pessoas com deficiência e cinco organizações ligadas ao ensino superior. O Centro de Contacto Nacional, interface com a rede Europeia EDeAN é o Instituto Nacional para a Reabilitação.


5. Conclusão


O NCC Português assim como os actuais Membros EDeAN Portugueses estão abertos à inclusão de novos membros EDeAN e observadores EDeAN que se revejam nas actividades referenciadas neste documento.

É objectivo da rede nacional criar também um observatório sobre estes temas e concorrer para a implementação de um curriculum europeu em Desenho para Todos.

Com um curto período de vigência e tocando em áreas de uma enorme modernidade, muito trabalho se antevê para a Rede Nacional, trabalho que exige mais participação e uma substancial entrega por parte de todos os interessados.

Última actualização: Sexta-Feira, 30 Julho de 2010