NEWSLETTER
Recursos - Mais informação melhor participação
Você está em › InícioRecursosNotíciasUm terço das praias portuguesas são acessíveis a pessoas com deficiência

Um terço das praias portuguesas são acessíveis a pessoas com deficiência

Hoje, 17 de março, foi lançado o Programa “Praia Acessível - Praia para Todos!” para a época balnear 2017, tendo sido entregues os Prémios Praia + Acessível de 2016 à Praia de Valadares Sul, do concelho de Vila Nova de Gaia (1º classificado), e à Praia fluvial de Avô, do concelho de Oliveira do Hospital (2º classificado).

Nesta Cerimónia, as Secretárias de Estado do Turismo, do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza e da Inclusão das Pessoas com Deficiência realçaram o impacto deste programa na promoção da acessibilidade para todos nas zonas balneares portuguesas, e o retorno económico que o investimento no turismo acessível gera.

As três Governantes referiram que o Programa “Praia Acessível - Praia para Todos!” é representativo do trabalho conjunto dos três Ministérios em prol da inclusão das pessoas com deficiência em todas as áreas da vida em sociedade, em condições de igualdade.

Da esquerda para a direita: Olga Marques (membro do júri do Prémio pelo ISN - Instituto de Socorros a Náufragos), Mariana Vale (membro do Júri do Prémio em 2016 pelo patrocinador Mobilitec), Teresa Ferreira (Turismo de Portugal), Humberto Santos (Presidente do Instituto Nacional para a Reabilitação), José Francisco Tavares Rolo (Vice-Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital), Ana Mendes Godinho (Secretária de Estado do Turismo), Ana Sofia Antunes (Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência), Célia Ramos (Secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza),  António Sequeira Ribeiro (Vice-Presidente da Agência Portuguesa do Ambiente), Miguel Lemos (Administrador das Águas de Gaia,  em representação da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia)

Durante o evento foi apresentada a Linha de Apoio ao Turismo Acessível, do Turismo de Portugal, que pode ser utilizada pelos municípios para melhoria das acessibilidades nos seus concelhos, e o testemunho de uma pessoa cega sobre a sua experiência enquanto frequentadora das praias, realçando a necessidade de ser assegurada informação suficiente, a todos os públicos, sobre as condições existentes nas praias acessíveis e de sensibilizar os operadores locais para a criação de condições que permitam a fruição das praias por todos.

Promovido pelo Instituto Nacional para a Reabilitação, a Agência Portuguesa do Ambiente e o Turismo de Portugal desde 2005, o Programa “Praia Acessível - Praia para Todos!” visa que cada vez mais praias portuguesas passem a assegurar condições de acessibilidade e de serviços que viabilizem a sua utilização e desfrute, com equidade, dignidade, segurança, conforto, independência e a maior autonomia possível por todas as pessoas, independentemente da sua idade, de possíveis dificuldades de locomoção ou de outras necessidades específicas que detenham.

Em 2016, passados 11 anos sobre o início deste Programa, foram galardoadas 209 praias, mais de um terço do total das zonas balneares classificadas (perto de 37%).

Última actualização: Sexta-Feira, 25 Agosto de 2017