Detalhes da Notícia

Igualdade no acesso ao transporte ferroviário

16/06/2020

Foi entregue uma petição com 60.000 assinaturas ao Eurodeputado Bogusław Liberadzki, representante do Parlamento Europeu no Regulamento dos Direitos dos Passageiros Ferroviários, em defesa do princípio do “turn-up-and-go”, em oposição à obrigação atual que determina que as pessoas com deficiência têm de entrar em contato com os operadores ferroviários, caso necessitem de assistência, 2 dias antes de viajarem.
 
Esta cláusula causa discriminação contra as pessoas com mobilidade reduzida nas viagens de comboio, impede e limita o seu uso para viagens urgentes ou não planeadas, levando a opções mais caras e poluentes.
 
Mais informações sobre esta iniciativa AQUI.