Notícias

 Muralha de um Castelo com escadas, com o símbolo de acessibilidade do lado esquerdo.

Aprovados dez projetos de Turismo Acessível

06/08/2020

0 projetos de Turismo Acessível foram aprovados, no âmbito do 2.º aviso do Programa Valorizar, envolvendo 1,4 milhões de euros, num investimento global de mais de 2,8 milhões de euros. Estes dados foram anunciados, no dia 4 de agosto, em Coimbra, pela Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, junto da Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, na sessão pública de assinatura de sete contratos, no âmbito de projetos de Turismo Acessível apoiados pelo Programa Valorizar: Criação de Suportes Acessíveis e Inclusivos da Informação Turística do Município de Albergaria-a-Velha Bombarral4all, Município do Bombarral Algarve for All – Promoção e Desenvolvimento do Turismo Acessível, Região de Turismo do Algarve Praia Del Rey Mais Acessível – Praia e Percursos Pedestres, Junta Freguesia da Amoreira, Município de Óbidos Bom Sucesso +Acessível | Praia e Percursos Pedestres, Junta Freguesia do Vau, Município de Óbidos Transporte Acessível para Todos, Tourismforall Unipessoal) Museu da Ciência – Criação de Acessibilidades ao Turista, Universidade de Coimbra O Programa Valorizar foi criado em 2016 com o objetivo de promover a contínua qualificação do destino turístico Portugal, através, nomeadamente, da regeneração e reabilitação dos espaços públicos com interesse para o turismo e da valorização do património cultural e natural do país, promovendo, de igual modo, condições para a desconcentração da procura, para a redução da sazonalidade e, assim, para a crescente criação de valor e de emprego.

ver detalhes
 sobre fundo laranja o texto: Intervenção Precoce na Infância em fase de desconfinamento

Intervenção Precoce na Infância em fase de desconfinamento

06/08/2020

A Associação Nacional de Intervenção Precoce (ANIP) publicou o documento “Intervenção Precoce na Infância em fase de desconfinamento (Recomendações para psicólogos e outros profissionais)” . Este documento que resultou do trabalho conjunto entre a ANIP e a Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) resulta do Protocolo de Colaboração Institucional estabelecido entre estas duas entidades, com enquadramento na pandemia COVID-19, e visa orientar/aconselhar os profissionais das equipas de intervenção precoce para a nova configuração da sua intervenção.

ver detalhes
 Logotipo institucional da FRA - Agência para os Direitos Fundamentais da União Europeia

Relatório anual da Agência para os Direitos Fundamentais da União Europeia 2020

05/08/2020

O relatório anual da agência tem como tema "Dez anos sobre: desbloquear o pleno potencial da Carta" e delineia as realizações da última década, bem como os obstáculos persistentes. O relatório passa em revista os principais desenvolvimentos de 2019, assim como as opiniões da FRA, no que diz respeito a igualdade e não discriminação; racismo, xenofobia e intolerância relacionada; igualdade e inclusão das pessoas ciganas; asilo, fronteiras e migração; sociedade da informação, privacidade e proteção de dados; direitos das crianças; acesso à justiça; e implementação da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiências. O relatório anual pode ser consultado aqui e o relatório relativo a Portugal está disponível através deste link .

ver detalhes
 Parque infantil com crianças a brincar em baloiços e escorregas tubulares ligados por duas bolas.

Prémios INR – Parceria com a empresa Play Planet

04/08/2020

O Instituto Nacional para Reabilitação (INR) formalizou um acordo de parceria com a empresa Play Planet para a promoção dos Prémios de Investigação e Desenvolvimento 2020. A Play Planet, que comercializa equipamentos infantis inclusivos, vai apoiar os Prémios Eng. Jaime Filipe, Ciências Sociais e Humanas e Cartaz 3 de dezembro, colaborando no marketing digital e na divulgação dos prémios aos órgãos de comunicação social. Aos premiados, esta empresa vai dar a possibilidade de frequentarem estágios ou experiências corporativas, que contribuam para a sua valorização pessoal e profissional. Com esta parceria o INR pretende aumentar o número de candidaturas a cada prémio, mobilizando cada vez mais cidadãos para a promoção dos direitos das Pessoas com Deficiência.

ver detalhes
 Logo Rep. Portuguesa - Negócios Estrangeiros. Comissão Nacional para os Direitos Humanos. Julho 2020

Portugal e a Promoção e Proteção dos Direitos Humanos em Tempos de COVID-19

31/07/2020

O Secretariado Executivo da Comissão Nacional para os Direitos Humanos (CNDH), organismo de coordenação interministerial em matéria de Direitos Humanos elaborou, a partir dos contributos facultados pelos diversos Ministérios, entre os quais o MTSSS, o documento “ Portugal e a Promoção e Proteção dos Direitos Humanos em Tempos de Pandemia de COVID-19 ”.   O documento pretende sistematizar as principais medidas tomadas no contexto da pandemia, na ótica da promoção e da proteção dos direitos humanos, servindo de fonte de informação nesta matéria. Inclui diversas áreas dos direitos humanos como saúde, informação, educação, habitação adequada, cultura, grupos em situação de vulnerabilidade, mercado de trabalho, serviços públicos, desporto, justiça, segurança e defesa nacional e igualdade de género.   Na área do MTSSS, destacam-se as principais medidas adotadas para a promoção e proteção dos direitos humanos em Tempos de pandemia de COVID-19, as quais se centram nas áreas do “apoio aos grupos em situação de vulnerabilidade (idosos, pessoas com deficiência, pessoas em situação de sem-abrigo e crianças), do “apoio ao mercado de trabalho” e do “apoio ao setor social”.   O documento “ Portugal e a Promoção e Proteção dos Direitos Humanos em Tempos de Pandemia de COVID-19”  pode ser consultado  aqui .

ver detalhes
 Bolsas de Estudo | Ensino Superior

Humanitas dá bolsas para investigação sobre deficiência

31/07/2020

A HUMANITAS – Federação Portuguesa para a Deficiência Mental lançou uma Bolsa de Estudo destinada a estudantes do Ensino Superior que desenvolvam projetos de investigação que aprofundem pesquisas académicas na área da deficiência intelectual.. A Federação vai oferecer quatro bolsas de estudo semestrais (no valor de 500€ cada) ou duas bolsas anuais (no valor de 1000€ cada), já no ano letivo 2020/2021. As candidaturas estão abertas até 30 de setembro. Consulte  a  Ficha de Candidatura   e o   Regulamento Bolsa de Estudo .     Mais informações .

ver detalhes