Prémio Concelho Mais Acessível

Candidaturas vencedoras do Prémio Concelho Mais Acessível 2016

1º Prémio Categoria I

Viana do Alentejo - Requalificação do centro histórico de Viana do Alentejo
A requalificação do centro histórico de Viana do Alentejo foi entendida como fundamental para a adaptação funcional do espaço às necessidades atuais, designadamente, na promoção da acessibilidade e mobilidade para todos, essencial para a promoção de condições para o pleno exercício de direitos de cidadania, constitui-se como um instrumento e um mecanismo ao serviço da construção de uma sociedade sem barreiras, melhorando a qualidade de vida e a plena participação cívica e social de todos os cidadãos. A promoção da acessibilidade consubstanciou-se, da melhor forma possível, na aplicação das boas práticas do "Design for All".

A colocação de um corredor "acessível" ao longo de todas as ruas que foram intervencionadas - constituindo uma área de intervenção 9393m2 - garante a melhoria da acessibilidade a todos, priorizando a circulação pedonal em detrimento da circulação automóvel. 

Viana do Alentejo - IFotografias de ruas com corredor acessível

1º Prémio Categoria II

Leiria - Museu de Leiria
O Museu de Leiria, inaugurado a 15 de novembro de 2015, enquanto espaço de aproximação cultural, tanto para residentes como para visitantes, terá de responder positivamente às necessidades de utilização, em pé de igualdade, de todas as pessoas. Para além das preocupações patrimoniais, o Museu de Leiria teve uma forte componente inclusiva. O museu comunica com os seus públicos através de vários modos e meios, tanto pela observação e contemplação típica da museografia tradicional, como pela utilização das novas tecnologias de informação e comunicação para garantir mais e melhores formas de interatividade. 

As novas técnicas e tecnologias aplicadas no Museu de Leiria permitem hoje concretizar um projeto que garante novas formas de acessibilidade, tornando o espaço livre de barreiras e capaz de promover igualdade de oportunidades a todos. Só assim se cumpre a construção de uma cidadania inclusiva e completa por não excluir ninguém. A acessibilidade do Museu é garantida por infografia e sinalética com preocupações em termos de acessibilidade gráfica, e com placas em braille, trilhos direcionais e percursos acessíveis, acessos mecânicos, espaço cão-guia, plantas táteis, traduções em três línguas, exposições bilingues (PT; ENG), áudio-vídeo-guias em quatro línguas, soluções multimédia, guiões para os filmes sem locução (garantindo acessibilidade a pessoas com deficiência auditiva), guiões em Sistema Pictográfico Comunicacional e em Braille, em parceria com o CRID - Centro de Recursos para a Inclusão Digital.

Salas do Museu com infografia e sinalética, placas em braille, trilhos direcionais e percursos acessíveis, acessos mecânicos, espaço cão-guia, plantas táteis, traduções em três línguas, exposições bilingues

1º Prémio Categoria III

Pombal - Alargamento e otimização da rede PomBus
A questão da acessibilidade para todos os cidadãos, nomeadamente os de mobilidade condicionada, é uma preocupação constante na oferta deste serviço, pelo que todos os autocarros estão equipados para dar resposta a esta necessidade. O mesmo acontece com as requalificações que vão sendo feitas nos arruamentos da cidade de Pombal, pensadas para qualquer cidadão, independentemente das suas condições de mobilidade. No que respeita à interligação da cidade com a rede de transportes, efetuado através das paragens, o acesso a estas é acessível por todos através das rampas criadas nos passeios e associadas a travessias pedonais que, muitas delas, dão acesso às paragens de autocarro.

Autocarros com rampas, passeios com rampas, passagens de peões com rampas

 

Documentos disponíveis para descarregar: