O Concurso "Escola Alerta!"

  • Dirige-se às escolas e no mesmo devem participar os alunos dos ensinos básico e secundário, sob a orientação pedagógica de professores;
  • Visa sensibilizar e mobilizar os alunos para a igualdade de oportunidades e para os direitos humanos, em particular os direitos das pessoas com deficiência;
  • Promove a participação e a intervenção ativa dos alunos no desenvolvimento dos princípios consignados na Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e na Lei de Bases da Prevenção, Habilitação, Reabilitação e Participação das Pessoas com Deficiência, mediante a apresentação e divulgação de propostas exequíveis e inovadoras que contribuam para a melhoria da qualidade de vida das pessoas com deficiências ou incapacidade;
  • Contempla a atribuição de prémios nacionais aos melhores trabalhos;
  • Prevê ainda diplomas de participação para as escolas, alunos e professores.

 

Concurso “Escola Alerta!” 2018/2019 (16.ª edição)

 

Premiados no Concurso "Escola Alerta!" 2018/2019

Os trabalhos e escolas premiados pelo Júri Nacional da 16.ª edição do Concurso "Escola Alerta!" foram os seguintes:

Categoria 1 (1.º e 2.º ciclos do Ensino Básico)

  • 1. Prémio: Trabalho intitulado “O Patinho Feio - um belo caminho” da Escola Básica e Secundária Bispo D. Manuel Ferreira Cabral, Concelho de Santana, Região Autónoma da Madeira.
  • 2. Prémio: Trabalho Intitulado “Normal é ser diferente, num Mundo de toda a gente!” da Escola Básica do 1.º ciclo Parque SilvaPorto (Agrupamento de Escolas da Quinta de Marrocos), Concelho de Lisboa, Distrito de Lisboa.

Categoria 2 (3.º Ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário)

  • 1. Prémio: Trabalho Intitulado “Somos Todos Cidadãos do Mundo: O Combate à Discriminação das Pessoas com Deficiência da Escola Básica dos 2.º e 3.º ciclos Gomes Teixeira (Agrupamento de Escolas Infante D. Henrique) Concelho do Porto, Distrito do Porto.
  • 2. Prémio: Trabalho Intitulado “Da escola para a sociedade: percursos e sugestões da turma B do 7º ano do Agrupamento de escolas do Vale da Amoreira, Concelho da Moita, Distrito de Setúbal.

Participantes no concurso "Escola Alerta!” 2018/2019

Em 2018/2019, na 16.ª edição do concurso, participaram 18 Escolas, distribuídas por 11 Distritos e Região Autónoma da Madeira, envolvendo um total de 403 Alunos e 86 Docentes, tendo sido apresentadas ao Júri Nacional um total de 20 candidaturas.

Critérios de Seleção dos Trabalhos Candidatos ao "Escola Alerta!" 2018/2019

Consulte a Grelha com os critérios de seleção dos trabalhos candidatos ao concurso “Escola Alerta!” 2018/2019 que foram definidos pelo Júri Nacional, conforme decorre do nº8, do Artigo 10.º do Regulamento deste ano.

Aviso de lançamento

Está aberto o Concurso "Escola Alerta!" 2018/2019.

Concorre ao "Escola Alerta!" 2018/2019, com trabalhos inovadores que contribuam para a qualidade da Escola Inclusiva e para o desenvolvimento da Sociedade para Todos. 

O concurso "Escola Alerta!" está incluído, desde a sua origem, no projeto da Educação Inclusiva, através da qual se pretende que todos/as estudantes desenvolvam e participem ativamente em projetos que promovam a construção de sociedades mais justas e inclusivas, no quadro da Democracia, do respeito pela diversidade e da defesa dos direitos humanos.

No ano letivo do novo paradigma da escola inclusiva, a 16.ª edição do "Escola Alerta!" é, assim, ainda mais importante pois constitui um desafio excelente na atual fase de mudança de atitudes e de ações.

Torna os teus sonhos de inclusão em ações concretas, que demonstrem as capacidades de mudança e de transformação social da tua escola e comunidade envolvente.

Para saber mais sobre os objetivos gerais deste projeto consulta: 

Para concorreres entrega o teu projeto e Formulário de Candidatura ao Júri da Escola, até ao dia 29 de março de 2019.

Se o teu trabalho for selecionado, a tua Escola deve enviar o projeto e Ficha de identificação da escola e trabalhos realizados para o INR.

Os trabalhos podem ser entregues:

  • Em mão, entre as 9h00 e as 18h00, até ao dia 30 de abril de 2019 ou
  • Via correio registado com carimbo, até à mesma data, para o seguinte endereço:

Concurso "Escola Alerta!" 
Instituto Nacional para a Reabilitação 
Av. Conde de Valbom, 63 
1069-178 Lisboa 


Começa já a contribuir ativamente para a criação de uma sociedade em que todos tenham oportunidades iguais, propondo ações que promovam os direitos das pessoas com deficiência.

Concurso “Escola Alerta!” 2017/2018 (15.ª edição)

Premiados no Concurso "Escola Alerta!" 2017/2018

Os trabalhos e escolas premiados pelo Júri Nacional da 15.ª edição do Concurso "Escola Alerta!" foram os seguintes:

Categoria 1 - (1.º e 2.º Ciclos do Ensino Básico)

  • 1.º Prémio:Trabalho intitulado «Não sejas "monstrinho", trata todos com carinho», Da Escola Básica de Águeda (Agrupamento de Escolas de Águeda),Concelho de Águeda, Distrito de Aveiro.
  • 2.º Prémio: Trabalho intitulado «E se fosse contigo?», da Escola Básica de Vouzela,>Concelho de Vouzela, Distrito de Viseu.
  • 3.º Prémio: Trabalho intitulado «Juntos pela inclusão», da Escola Básica do 1.º Ciclo do Centro de Ocupação Infantil (Fundação COI), >Concelho de Palmela, Distrito de Setúbal.

Categoria 2 - (3.º Ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário)

  • 1.º Prémio: Trabalho intitulado «Brinquedo para a Inclusão: Se Todos Brincarmos Somos + Felizes», da Escola Secundária de Molelos (Agrupamento de Escolas de Tondela Cândido de Figueiredo), Concelho de Tondela, Distrito de Viseu.
  • 2.º Prémio: Trabalho intitulado «Turismo Acessível - Armadilhas Escondidas»,da Escola Básica Integrada Frei António das Chagas (Agrupamento de Escolas de Vidigueira), Concelho de Vidigueira, Distrito de Beja."
  • 3.º Prémio: Trabalho intitulado «Helpo. Vencer Barreiras», do Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Sanches,Concelho de Braga, Distrito de Braga.

Participantes no concurso "Escola Alerta!

Em 2017/2018, na 15.ª edição do concurso, participaram 15 Escolas, distribuídas por 8 Distritos e pela Região Autónoma da Madeira, envolvendo um total de 466 Alunos e 76 Docentes, tendo sido realizados 16 trabalhos, 15 dos quais foram apresentados ao Júri Nacional.