Detalhes da Notícia

16 de junho - Dia Nacional de luta contra a Paramiloidose

16/06/2020

A Paramiloidose, vulgarmente conhecida pela  “doença dos pezinhos”, é uma doença hereditária, progressiva e incapacitante, atingindo o sistema nervoso periférico, nas suas componentes sensitiva, motora e autonómica.  

As primeiras manifestações da doença ocorrem, normalmente, entre os 25 e os 35 anos (nalguns casos prematuramente depois dos 20 anos e tardiamente depois dos 50 anos) e passam pela perda de sensibilidade nos membros inferiores, e que progride, depois, de forma ascendente, afetando a capacidade motora e vários órgãos.

A diversidade de sintomas torna o diagnóstico, na maior parte das vezes, complexo e demorado.

A paramiloidose não tem cura e, quando não tratada, é fatal, em média, 10 anos depois.

A data foi escolhida por ser o dia do falecimento do Prof. Doutor Mário Corino da Costa que, em 1952, descreveu esta doença pela primeira  vez.

Importa, no entanto, não confundir esta doença com o «teste do pezinho» realizado a partir do terceiro dia de vida do recém-nascido, através da recolha de umas gotículas de sangue no pé da criança, e que permitem identificar as crianças que sofrem de doenças, quase sempre genéticas, e suscetíveis de beneficiarem de tratamento precoce.

Mais informação.