Prémios

O Instituto Nacional para a Reabilitação institui e lança anualmente, nas suas áreas de missão, um conjunto de prémios que visam inspirar a sociedade civil para a promoção dos direitos de participação das pessoas com deficiência.

Os prémios privilegiam áreas transversais da vida como a educação, a investigação, a acessibilidade, a inovação tecnológica e outras e, públicos preferenciais como crianças e jovens, estudantes e professores, escolas e câmaras municipais.

Premiar atividades de investigação que potenciem a participação e qualidade de vida das pessoas com deficiência, divulgar os avanços do conhecimento, sensibilizar a sociedade para o reconhecimento e importância de uma cidadania inclusiva são os objetivos destas iniciativas.

Prémio Concurso Escola Alerta!

Incentiva as crianças e os jovens a identificar e eliminar as barreiras físicas, sociais e comunicacionais existentes na escola e na comunidade, mobilizando-os para a defesa da igualdade de oportunidades e de direitos.

Dirige-se a alunos do ensino básico e secundário que apresentem um trabalho escolar, sob a orientação pedagógica de professores, com propostas para melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência.

Mais informação

Prémio para as Ciências Sociais e Humanas

Incita à produção de conhecimento sobre deficiência através de trabalhos académicos realizados na área das Ciências Sociais e Humanas.

O Prémio para as Ciências Sociais atribui um 1º prémio com um valor pecuniário de 5.000 euros e peças de design patrocinadas pelo Centro de Formação profissional CEFPI.

Dirige-se a estudantes do Ensino Superior, de grau de mestrado ou doutoramento, público e privado, que apresentem trabalhos sobre discriminação em razão da deficiência,  promoção de  igualdade de oportunidades e da cidadania das pessoas com deficiência.

Mais informação

Prémio Praia Mais Acessível

Fomenta o desenvolvimento de boas práticas e projetos inovadores em praias acessíveis, com o intuito de melhorar a qualidade de fruição que é proporcionada às pessoas com deficiência ou incapacidade, quer ao nível de instalações e equipamentos, quer de atividades e serviços de apoio.

Dirige-se às Câmaras Municipais com zonas balneares classificadas pelo Programa “Praia Acessível – Praia para Todos!” e outras entidades gestoras/concessionárias dessas praias.

Mais informação

Prémio Concelho Mais Acessível

Mobiliza as autarquias para o desenvolvimento de intervenções e iniciativas relevantes e inovadoras na garantia da acessibilidade aos seus territórios, às tecnologias de informação e comunicação, bem como ao turismo/lazer.

Dirige-se a Municípios que, para além do cumprimento da legislação em vigor em matéria de acessibilidades, invistam em práticas diferenciadoras na acessibilidade para todos.

Mais informação

Prémio de Inovação Tecnológica Engenheiro Jaime Filipe

Visa estimular a investigação, a invenção e o desenvolvimento de equipamentos, instrumentos, utensílios, tecnologias e metodologias que facilitem, otimizem e prolonguem as capacidades físicas, cognitivas e sociais e que garantam uma maior qualidade de vida das pessoas com deficiência.

O Prémio de Inovação Tecnológica «Eng.º Jaime Filipe», atribui um 1º prémio de valor pecuniário de 5.000 euros. Atribui também troféus de excelência patrocinado pelo Centro de Formação profissional CEARTE.

Podem-se candidatar as pessoas individuais ou coletivas, investigadores, alunos de mestrado, doutoramento ou outros, nas áreas tecnológica e de design, incluindo as tecnologias de informação e comunicação, distribuição de serviços, design, acessibilidades e outras.

São elegíveis candidaturas de projetos inovadores que contribuam para a promoção da funcionalidade e da participação social das pessoas com deficiência.

Mais informação

Prémio Cartaz 3 de Dezembro

Desafia criativos, estudantes, professores, designers e outros para a criação gráfica de cartazes representativos do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

Podem candidatar-se pessoas individuais ou coletivas cujos trabalhos visem sensibilizar a sociedade para a não descriminação das pessoas com deficiência.

O Prémio pecuniário de 1.500 euros é atribuído ao trabalho gráfico que melhor represente a mensagem subjacente à comemoração dos direitos das pessoas com deficiência.

Mais informação